was successfully added to your cart.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

A grande promessa do marketing para o terceiro setor é a capacidade de atingir mais pessoas, em menos tempo, através de plataformas online populares, como Facebook e Twitter. Em teoria, este alcance expandido deve levar ao aumento da participação das pessoas e retornos de angariação de fundos mais elevados. Na prática, isto nem sempre acontece. Veja como mudar isso..

1- O problema da “pergunta direta”:

A pergunta direta é a forma mais comum que as pessoas usam nas páginas de angariação de fundos, por meio de suas contas de mídias sociais. Normalmente, eles vão dizer algo assim:

”Oi, pessoal! Eu sou o captador de recursos da organização do terceiro setor x! Por, favor, considerem minha causa e façam uma doação. Me ajude! Obrigada!”

Parece bem simples! Parece que vai funcionar, mas geralmente, não funciona.

Há um fenômeno psicológico chamado ”efeito de proximidade” que acontece quando um grupo de pessoas falham em conjunto para ajudar alguém com necessidade. Nós temos histórias de pessoas que necessitam de atenção médica, mas estão sendo passadas desapercebidas por uma multidão.

”Não há problema se eu não ajudar, pois há outras pessoas que irão”. Como todos pensam desta forma, ninguém ajuda. Esse é o efeito espectador.

Algo semelhante ao efeito espectador parece acontecer no contexto de captação de recursos, quando os captadores só dependem desta pergunta direta. Se você colocar um apelo para doações aos seus 500 amigos do Facebook, é muito simples eles ignorarem seu pedido, porque eles assumem que um das outros 499 pessoas irão ajudá-lo. Enquanto a pergunta direta, somente pede, para ela realmente ser paga, ela precisa ser integrada em outras estratégias mais eficazes.

2. Agradecimentos

É um dos métodos mais eficazes para abordagem de captação de recursos. O captador começa usando recursos como e-mail marketing, agradecendo a cada novo doador, por meio de suas mídias sociais. Quando usamos o método de agradecimento, as demais pessoas acabam sabendo que outras pessoas estão doando pra sua página.

criancas-cochichandoAo apresentar as coisas de maneira positiva, você é capaz de usar influência social para ganhar vantagens. E, seus amigos reconhecerão cada vez mais doadores, e serão motivados a apoiar também. Se eu ver meu melhor amigo ou aquela garota que eu admiro fazendo uma doação para sua Instituição, eu vou ser mais propenso a fazer também.

3. Divulgue o progresso de sua campanha

Outra boa abordagem é sempre divulgar o processo de captação de fundos em suas mídias sociais. Ao fazer essa abordagem com metas de arrecadação internas, você pode realmente começar a melhorar seus resultados de angariação.

Por exemplo, suponha que você tem quatro semanas pra atingir seu objetivo total de captação de recursos de R$ 1.500 reais. Você pode definir essa meta interna pra R$ 100 reais, na primeira semana, R$ 400 reais, para a segunda semana e R$ 500 reais, para a terceira semana e R$ 800 reais, pra quarta semana. Ao criar essas metas, você pode adicionar um senso de urgência.

Quando as pessoas sintonizam as suas atualizações de progressos regulares, em algum nível, eles começam a seguir a sua ”história de captação de recursos”. Eles se tornam mais interessados em seu sucesso ou fracasso. Em vez de pedir-lhes várias vezes por dinheiro, você está documentando seu progresso para os envolvidos em sua vida. Enquadrando as coisas, desta maneira, você ajuda as pessoas a se sentirem conectadas aos seu esforços e pode levar as pessoas que não contribuem, a se envolverem de outra forma.

4. Recompensas

A maioria das instituições incorporam recompensas em suas abordagens de angariação de fundos, pois realmente ajudam a construir uma base mais ampla de apoio. Isso é bastante comum em campanhas de crowdfunding. Procure incluir recompensas que inspirem os usuários a doar. Muitas vezes, são recompensas de baixo valor econômico, mas que despertam uma experiência emocional no doador.

crowdfunding-1

Mesmo que cada técnica funcione isoladamente, elas funcionam ainda melhor juntas. Se você é um captador individual ou uma organização sem fins lucrativos, crie campanhas baseadas nas dicas acima!

Criar campanha de captação!

Leave a Reply